José Pompeu de Proença

Frescura do vento

        'Frescura do vento' é a tradução livre de 'wind chill' (uma vez que desconheço a tradução oficial) e está relacionada com a perda de calor na pele causada pelo efeito combinado do vento e da temperatura baixa.

        Aumentando a velocidade do vento, baixa a temperatura da pele fazendo aumentar o ritmo de perda de calor do corpo humano e dos animais - trata-se portanto de uma sensação de frio e não de um valor concreto de temperatura.

        Em termos práticos é como se a temperatura ambiente fosse, não a que realmente é, mas a que parece ser face ao efeito do vento.

        O conhecimento da 'frescura do vento' permite avaliar a capacidade de permanência em locais frios e ventosos face ao risco de congelação das partes do corpo expostas, por exemplo em expedições a locais inóspitos.

        O termo 'wind chill' foi inventado por Paul Siple, um pioneiro na determinação da relação entre a perda de calor provocada pelo vento e a temperatura. Com a ajuda de um colega, Charles Passel, desenvolveu a seguinte fórmula:

Wc = 0,0817 x (3,71 x V0,5 + 5,81 - 0,25 x V) x (T - 91,4) + 91,4        [ºF]

V - Velocidade do vento em milhas por hora [mph]

T - Temperatura do ar em graus Fahrenheit [ºF]

        Recentemente está no entanto a usar-se de preferência a seguinte fórmula:

Wc = 35,74 + 0,6215 x T - 35,75 x V0,16 + 0,4275 x T x V0,16       [ºF]

    RETROCEDER  

   « Portal »     « Estrutura do sítio »