José Pompeu de Proença

Temperatura e humidade

        A temperatura e a humidade ambientes dão uma ideia muito clara do conforto presente.

        O clima dos Açores é ameno em termos de temperatura ambiente mas particularmente húmido em excesso.

        A temperatura amena na maior parte do ano e a permissividade de comportamento socialmente característica levam a que se tenha muito pouco cuidado no tratamento da envolvente das construções que habitamos. Como resultado vivemos em casas desconfortáveis: abafadas de Verão e geladas em alguns dias de Inverno.

        Humidade em excesso torna-se desconfortável devido à dificuldade de evaporação da transpiração normal e consequente sensação de abafado. Humidade demasiado baixa (motivada, por exemplo, por um aquecimento ambiente excessivo) torna-se desagradável devido à sensação de secura.

        Relativamente à temperatura é importante a manutenção de uma temperatura ambiente agradável (digamos entre 18 ºC no Inverno e 26 ºC no Verão) mas também uma coordenada temperatura das paredes de modo a equilibrar a sensação térmica provocada pela troca de calor por radiação entre o corpo e a envolvente. Um ambiente super aquecido mas com as paredes da sala frias é um total desconforto enquanto que umas paredes ligeiramente quentes até permitem um ambiente com temperatura mais baixa sem conduzir a uma sensação de frio.

        De Verão o nosso problema é a humidade sendo imprescindível uma adequada ventilação de modo a renovar o ar que, dentro de casa, absorveu o vapor de água resultante da actividade corrente.

   RETROCEDER 

   « Portal »     « Estrutura do sítio »